Notícias Voltar

Inauguração da Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra

13.06.2019    

No dia 12.06.19, foi inaugurada a Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra – ASL-UC, onde na oportunidade, Dr. Roger Silva Aguiar, Presidente Administrativo da Academia Brasileira de Direito Civil, foi empossado no Conselho da ASL-UC. Ao Dr. Roger, nossos parabéns, e votos de sucesso.

Confira abaixo a matéria completa sobre a inauguração da ASL-UC, dos repórteres F. Fernandes e Milene Santos.

A conferência inaugural da Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra (ASL-UC)  contou com a intervenção do antigo Presidente da República de Moçambique, Joaquim Chissano, que fez questão de relembrar a sua passagem pela Universidade de Coimbra (UC), afirmando ser com renovado prazer que regressou a esta casa “que me deu a honra de um Doutoramento Honoris Causa em 1999”.  Para o antigo governante, “o estabelecimento da Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra é uma iniciativa oportuna e louvável, como meio para o cumprimento e fortalecimento do intercâmbio entre a China os Países de Língua Oficial Portuguesa”.

Joaquim Chissano, que é também presidente do Comité Consultivo do Instituto China-África, fez ainda questão de enaltecer o papel do mundo académico na ligação entre a lusofonia e terminou com desejos de muito sucesso à ASL-UC : “que daqui por uns anos possamos sentir-nos orgulhosos por se ter criado um importante instrumento para a aproximação entre a China e os Países de Língua Oficial Portuguesa”.

Para o Diretor da Academia Sino-Lusófona, Rui de Figueiredo Marcos, o projeto é de uma importância estratégica para a Universidade de Coimbra. A ASL-UC “nasceu num berço de ouro, amparada pela Reitoria, pela Faculdade de Direito da UC e pelas instituições mais prestigiosas da própria China”, por isso só pode ter  “um futuro radioso à sua frente”, considerou.

Também o Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, destacou o papel da Academia enquanto marco importante na estratégia de internacionalização da instituição, que vem colocar “Coimbra como plataforma privilegiada para o diálogo entre os povos”. “Pretendemos que se possa estabelecer como um instituto de referência internacional no estudo das relações entre a China e os países lusófonos, nas mais variadas áreas do saber”, destacou Amílcar Falcão. O Reitor da UC adiantou ainda que “equipa reitoral não deixará de trabalhar para concretizar aquilo que aos olhos dos outros ainda pode parecer uma mera utopia”.

A Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra (ASL-UC) tem como missão desenvolver na UC o conhecimento relevante para as relações entre a China, Portugal e os Países de Língua Portuguesa, especialmente na área jurídica mas numa perspetiva interdisciplinar, e transferir esse conhecimento para as várias entidades interessadas no desenvolvimento e consolidação dessas relações.

A Academia tem como atividades organizar eventos científicos; gerir parcerias com entidades chinesas dentro do âmbito da sua missão; promover a elaboração e publicação de estudos científicos, em especial em matéria de direito comparado chinês e português; realizar cursos não conferentes de grau e outras ações de formação em matérias de direito chinês e/ou português, ciência da administração, ciência política, políticas públicas, a par de outras consideradas relevantes; prestar consultoria jurídica; desenvolver atividades de intercâmbio cultural; e outras atividades incluídas no âmbito da respetiva missão.

Reveja também as entrevistas do antigo Presidente de Moçambique, Joaquim Chissano, e do Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, sobre a importância da lusofonia e da recém-inaugurada Academia Sino-Lusófona, aqui: “As Academias estão aqui para aproximar os povos através do conhecimento”

Saiba mais acessando o link abaixo:

 

F. Fernandes e Milene Santos

 

Notícias relacionadas

Parceiros